Com a situação atual do mercado junto aos fatores da globalização, os serviços de alimentação tendem cada vez mais se adequarem às devidas exigências de seu público, devido a isto, as mudanças e inovações ao que se referem aos serviços e produtos das empresas vem ganhando novas características de reorganização, planejamento e administração, fazendo com que tais empreendimentos enquadrem ferramentas para gerenciar suas produções, demanda e lucro.

O mercado atual

No mercado atual nos deparamos com dois tipos de públicos importantes que devem ser sempre observados pelos gestores das empresas, são eles os CLIENTES e a CONCORRÊNCIA:

Os clientes cada vez mais exigentes, buscam locais que atendam e superem as necessidades que está sendo imposta pelo estabelecimento, sentindo-se satisfeitos com o serviço.

 

E por outro lado, a concorrência, e neste caso a implantação de planos estratégicos e profissionais capacitados são de enorme valia para a empresa se destacar das demais.

Diante desse fato, a relevância de usufruir técnicas no sistema de produção, irá oferecer serviços com qualidade e diferenciando-se do mercado, levando em consideração fatores como agilidade, qualidade, produtividade e maior variabilidade aliadas ao custo e ao tempo de entrega.

No plano de produção de um empreendimento, é importante que seja exigido um diagnóstico antecipado, permitindo desta maneira diminuição dos custos em gerais da empresa.

Essas técnicas utilizadas contribuem para saber qual a necessidade bruta do estabelecimento, organizar os recebimentos programados, o estoque projetado, o recebimento e liberação do produto dentro de um determinado tempo entre outros benefícios.

Segundo a Associação Nacional de Restaurante, em 2018 a expectativa de crescimento no setor de alimentação fora do lar será de 5%.

O aumento da produtividade nos serviços de alimentação

Diante disso, o interesse de empresários em utilizar métodos para maximizar a eficácia e a produtividade das organizações, no qual eram aplicados somente em indústrias, tem se estendido a outros segmentos.

Nos serviços de alimentação, o Planejamento e Controle de Produção (PCP), é de suma importância, devido os fatores já mencionados.

Segundo Bonney (2000) e Slack et al. (2002), o PCP e seus sistemas associados tem por finalidade planejar e controlar a produção de forma que a empresa atinja os requisitos de produção do modo mais eficiente possível, produzindo produtos e serviços conforme requeridos pelos consumidores.

Na esfera do PCP, o Planejamento das Necessidades de Materiais (MRP) busca consentir as necessidades de planejamento dos materiais e recursos para a produção.

De acordo com Dias (2010), as principais finalidades do MRP são:

  • Garantir a disponibilidade de materiais, componentes e produtos para atender o plano de produção e às entregas aos clientes;
  • Manter os inventários no nível mais baixo possível;
  • Planejar atividade de manufatura, de suprimento e de programação;
  • Gerar as datas e as quantidades a serem produzidas ou compradas, ao longo do horizonte de planejamento.

Controle de estoque no planejamento da produção

A aplicação dessas técnicas de planejamento, são de fundamental importância, pois evitam a ocorrência de problemas relacionados ao cliente, ou até mesmo com os fornecedores, envolvendo fornecimento dos produtos e prazos de entrega.

Segundo Martins et al. (2014), os estoques estão diretamente ligados às operações desse tipo de negócio, sendo assim é preciso planeja-lo e controla-lo frequentemente, visto que assim é possível suprir as necessidades da demanda evitando até prováveis prejuízos da grande oferta (MARTINS et al., 2014).

Como apresentado, portanto, a implantação correta dessas ferramentas de planejamento da produção será viável para o equilíbrio do custo benefício da empresa, como também um diferencial nos empreendimentos do setor de alimentação.

Colunista: Izabel Bastos

Você gostou deste artigo? Deixe seu comentário abaixo.

REFERÊNCIAS

BONNEY, M. Reflections on production planning and control (PPC). Gestão & Produção. São Carlos: DEP-UFSCar, v. 7, n. 3, p. 181-207, 2000.

DIAS, M. A. P. Administração de materiais: uma abordagem logística. 5. ed.São Paulo: Atlas, p.  110-118, 2010.

MARTINS, V. W. B.; LIMA, I. D. A.; SILVA, J. C. K.; PIOL, K. D. B.; DINIZ, M. F. S. Utilização do MRP como ferramenta de apoio ao planejamento e controle da produção em uma empresa de panificação. In.: Congresso de Engenharia de Produção da Região Sul, Joinvile/SC, 2014.

SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da produção. 2 ed. São Paulo: Editora Atlas S. A., 2002.

Planejamento e Controle da produção nos serviços de alimentação
4.7 (93.33%) 3 votes
bannerblog-correto