O curso de Medicina Veterinária é antigo no país, o primeiro curso foi datado oficialmente em 1914, de acordo com conselho de medicina veterinária. Sendo voltado para a formação de profissionais que irão trabalhar com animais desde pequeno à grande porte, com foco nas mais variadas áreas, tais como clínica, reprodução, cirurgia, produção, sanidade e defesa animal, controle de zoonoses e inspeção de produtos de origem animal.

O Médico Veterinário deve estar principalmente apto a desenvolver sistemas e processos tecnológicos ligados a problemas sanitários, produção de alimentos, produção animal e produtividade de rebanhos, contribuindo para o aumento no fornecimento de alimentos de alta qualidade.

Desta forma, o profissional garante a proteção da saúde animal e humana.

Medicina Veterinária

Sobre o Curso:

Dividido em 10 períodos letivos (5 anos), possui em sua grade cerca de  70 disciplinas, e esta é dividido em dois ciclos: o básico e específico.

Os três primeiros períodos, que correspondem ao ciclo básico, oferecem formação em áreas básicas, como fisiologia, bioquímica, química fisiológica, biofísica, citologia, histologia, genética, farmacologia, anatomia dos animais domésticos (que faz parte das específicas) e outras.

A partir do quarto período, os estudantes cursam o ciclo profissional na Escola de Veterinária.

Disciplinas como clínica de pequenos animais e grandes , semiologia, clínica de ruminantes, Inspeção de produtos de origem animal (carnes, leite, ovos, mel e pescado), Tecnologia de produtos de origem animal, semiologia, Radiodiagnóstico, deontologia, clínica e cirurgia, bovinocultura (leite e corte), bem como outras. 

Além disso, algumas disciplinas acontecem com a colaboração de outras unidades, como a Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, a Faculdade de Ciências Econômicas.

O curso abrange variadas áreas que mais tarde servem de especialização para o graduando.

Ao final do curso, o formando, depara-se muitas vezes com dúvida em qual área seguir.

Áreas de Atuação na Medicina Veterinária: 

Com um leque tão vasto, muitos alunos durante o período de graduação realizam estágios em vários setores da própria escola como iniciação científica e outros projetos associados à pesquisa.

E outros caminham para estágios em clínicas, indústrias na inciativa privada.

Estas experiências são muito válidas, pois permite que o futuro profissional tenha uma noção de como funciona a carreira profissional.

O salário inicial do profissional gira em torno de R$ 2.000,00 a R$ 3.000,00 reais que variam de acordo com a área escolhida.

Para aqueles profissionais que optarem pela carreira pública não podemos deixar de comentar sobre os grandes concursos públicos realizados por instituições estaduais (relativas ao processo de inspeção e fiscalização de produtos de origem animal) e de âmbito federal (Ministério de Agricultura e Pecuária e Abastecimento.

No âmbito do ramo alimentício o veterinário destaca-se dos demais profissionais devido à sua habilitação legal e exclusiva quando se trata de produtos de origem animal (carnes, leite, mel, ovos e pescado).

Medicina Veterinária

Uma vez que durante o curso ocorre um aproveitamento entre 7o(sétimo)  e 8o(oitavo) períodos, a focar na inspeção, fiscalização e tecnologia de produtos de origem animal.

Sendo que possui competência para lidar com tais assuntos devido ao estudo aprofundado sobre a produção animal (da matéria-prima ao produto acabado), conhecimento este que envolve desde aspectos clínico até  alimento que é colocado à mesa.

Vários recém-formados da veterinária, ao final da graduação, passam por uma grande dilema se perguntando qual área deva ser seguida?

A academia nos oferece um leque enorme de possibilidades, porém muitas vezes a trilha a seguir não é muito clara. Vamos falar um pouco sobre o médico veterinário e sua atuação sem serviços de alimentação.

A Consultoria Alimentar e a Medicina Veterinária 

A consultoria/ treinamentos surgiu para mim como uma descoberta  pós- formada.

Após seis anos dedicando-me a processos de  inspeção e fiscalização de produtos de origem animal em trabalhos dentro de frigoríficos,  entrepostos e indústrias do ramo alimentício, voltados a produtos como: ovos, carne, iogurtes, leite, manteiga e outros.

Intui da minha facilidade e satisfação em transmitir os conhecimentos, para os manipuladores de alimentos.

Este contato mais próximo, com tais profissionais, permitiu a mim, à transmissão do conhecimento. E não era de me espantar, pois a medicina  veterinária, forma profissionais legalmente habilitados para atuar neste setor, abrindo em mim a vontade atuar de forma ímpar em área tão vasta.

Terminologias como APPCC, BPFs, manuais, memoriais e manipulação dos alimentos passaram a fazer parte da minha rotina de trabalho e mais do isso… crescia dentro de mim a vontade de realizar consultorias e treinamentos.

O médico-veterinário tem uma grande responsabilidade quando o assunto é saúde pública.

Visamos garantir um produto com qualidade e inócuo à população.

O veterinário que se interessar em atuar neste ramo poderá atuar como responsável técnico/ consultor e a realização de vários treinamentos.

Medicina Veterinária

O salário do profissional obedece ao conselho de medicina veterinária de cada estado.

Normalmente, é pago o valor de 01 (um) salário mínimo por 06 (seis) horas semanais trabalhadas.

Cabe ressaltar  que esta área permite que o profissional abrace projetos variados, e com isso aprimorar cada vez mais também o conhecimento profissional.

Com o tempo o profissional vai ganhando credibilidade e cada vez vamos sendo requisitados para trabalhos mais sólidos.

Mas para isto é necessário muito estudo, disciplina,  perseverança e assim todo o trabalho vai sendo recompensado com reconhecimento e lugar de destaque no mercado.

Colunista: Luana Louredo

Gostou deste artigo? Deixe seu voto abaixo

 

Medicina Veterinária e a Consultoria Alimentar
4.1 (81.67%) 12 votes
bannerblog-correto