Sorvete… Quem não gosta ?

Quem não se lembra da sua infância, com a família ou os amigos, sentados em roda, conversando, dando risadas, se refrescando do calor, curtindo um sorvete? Não é verdade?

Eu tive muitos momentos assim na minha infância, na minha adolescência!

O sorvete faz parte de nossas memórias, das nossas histórias!

sorvete

Mas você conhece a história do sorvete?

Bom, segundo a ABIS, Associação das Industrias e do Setor de Sorvetes, a história começa com os chineses, que misturavam neve com frutas fazendo uma espécie de sorvete.

Esta técnica foi passada aos árabes, que logo começaram a fazer caldas geladas chamadas de sharbet, e que mais tarde se transformaram nos famosos sorvetes franceses sem leite, os sorbets.

Nos banquetes de Alexandre, o Grande, na Grécia, e nas famosas festas gastronômicas do imperador Nero, em Roma, os convidados já degustavam frutas e saladas geladas com neve.

O Imperador mandava seus escravos buscarem neve nas montanhas para misturar com mel, polpa ou suco de frutas.

Porém, a grande revolução no mundo dos sorvetes aconteceu com Marco Polo, que trouxe do Oriente para a Itália, em 1292, o segredo do preparo de sorvetes usando técnicas especiais.

Assim a moda dos sorvetes espalhou-se por toda a Itália, e quando Catarina de Medici casou-se na França com o futuro Henrique II, entre as novidades trazidas da Itália para o banquete de casamento, estavam as deliciosas sobremesas geladas, as quais, encantaram toda a corte.

sorvete

O sorvete no Brasil

No Brasil, o sorvete ficou conhecido em 1834, quando dois comerciantes cariocas compraram 217 toneladas de gelo, vindas em um navio norte-americano, e começaram a fabricar sorvetes com frutas brasileiras.

Na época, não havia como conservar o sorvete gelado e, por isso, tinha que ser tomado logo após o seu preparo.

Um anúncio avisava a hora exata da fabricação.

O primeiro anúncio apareceu em São Paulo, no dia 4 de janeiro de 1878, contendo a seguinte mensagem:
“SORVETES – Todos os dias às 15 horas, na Rua Direita, nº 44.

De acordo com Legislação Brasileira os sorvetes são denominados como produtos gelados comestíveis.

O Brasil está entre os 10 países que mais consomem sorvete no mundo, isso significa que a produção e a comercialização destes produtos é muito grande o que exige cada vez mais a atenção dos produtores e comerciantes deste produto em relação a sua qualidade e principalmente a segurança alimentar destes produtos. 

sorvete

Segurança alimentar na Produção do Sorvete

Quando falamos em segurança alimentar, estamos dizendo que os sorvetes produzidos precisam ser seguros, ou seja, não podem oferecer nenhum risco a saúde dos consumidores.

O sorvete pode ser considerado um produto que oferece risco a saúde do consumidor quando ele não é preparado com os cuidados necessários, por de tratar de sua matéria prima principal ser muito suscetível ao crescimento microbiano, no caso o leite.

Por isso durante a manipulação do sorvete alguns cuidados devem ser tomados e hoje vamos falar da nossa peça chave para qualquer processo acontecer: Os Manipuladores de Alimentos.

Isso mesmo, sem eles nada é possível, eles possuem um papel muito importante para o preparo do sorvete, o por isso a importância da capacitação e da orientação contínua para que os manipuladores não sejam uma via de contaminação para o sorvete.

O Manipulador de Alimentos é o profissional que tem contato direto com o sorvete seja ele embalado ou não embalado e que manuseia equipamentos ou utensílios que entram em contato com os sorvetes no momento do preparo e distribuição para os consumidores.

Este profissional desempenha um papel extremamente importante durante o processo de manipulação dos alimentos e por isso deve receber treinamentos sobre Boas Práticas, higiene alimentar e manipulação adequada de alimentos para que possa realizar seu trabalho em conformidade com a legislação sanitária.

O Manipulador pode ser um veículo de contaminação dos alimentos, quando isso acontece as chances de que ocorra um surto de Doenças Transmitidas por Alimentos podem ser muito grandes, por isso o Manipulador de Alimentos deve estar consciente da sua responsabilidade em zelar pela saúde e bem estar daqueles que irão saborear os alimentos produzidos por suas mãos.

sorvete

CUIDADOS COM A HIGIENE PESSOAL

A higiene pessoal é extremamente importante durante a manipulação dos alimentos para evitar que contaminações existam.

  • Tomar banho todos os dias,
  • higienizar bem as mãos,
  • utilizar unhas curtas, sempre limpas e sem esmaltes,
  • cabelos presos e cobertos por touca,
  • uniformes sempre limpos com trocas diárias

são algumas das medidas exigidas para que se produza alimentos seguros.

Os proprietários de sorveterias ou industrias de sorvetes devem fornecer condições ideais para que manipuladores de alimentos possam desenvolver suas atividades de forma adequada, como utensílios suficientes e material adequado, produtos de limpeza que facilitem a higienização e trocas de uniformes em quantidades suficientes.

E aos manipuladores cabem a consciência da responsabilidade que está em suas mãos ao manipular os sorvetes e quais consequências a manipulação correta ou a manipulação incorreta podem trazer para saúde e integridade física dos consumidores.

Mayara Vale

Você gostou deste artigo? Deixe seu voto abaixo!

BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO DO SORVETE: MANIPULADORES
4.7 (93.85%) 13 votes
bannerblog-correto