A carne assada em espeto giratório é a definição mais comum para o churrasco grego, que caiu no gosto popular e é vendido em diversas partes do país.

Pode ser feito de diversos tipos de carnes, é servido dentro de um pão francês com a carne, acompanhada de vinagrete.

Qualquer alimento está sujeito à contaminação e desta forma a causar intoxicação alimentar

Estou destacando o churrasco grego na postagem de hoje devido aos últimos estudos realizados neste tipo de carne, este tipo de prato.

CHURRASCO GREGO

No estudo recente realizado por Aline Katsurayama, da Unesp de Botucatu, foram coletados 100 lanches de churrasco grego em 10 lanchonetes diferentes de São Paulo.

Após análise microbiológica para constatação da qualidade higiênico-sanitária dos lanches, foi verificado que em 70% deles havia alta presença de coliformes fecais, acima do permitido pela legislação, em alguns deles a quantidade de bactérias estava tão elevada que indicavam início de deterioração.

A presença de coliformes fecais indica resíduos de fezes e consequentemente de outras bactérias e vírus patogênicos que podem causar doenças.

Conforme disse Vera Lúcia Mores Rall orientadora da pesquisa.

Uma das causas apontadas para um índice microbiológico tão alto é o modo de assamento da carne

Apesar de o espeto ser giratório, ele não garante um assamento uniforme e a temperatura da carne, algumas vezes, não ultrapassa os 75°C para a eliminação de microrganismos.

Esse índice tão alto de microrganismos pode causar doenças diarréicas, vômitos e mal estar, caracterizando um perigo biológico na alimento.

O local e o modo como o lanche é servido interfere e muito na sua qualidade microbiológica. Muitos carrinhos de churrasco grego ficam em ruas movimentadas onde a circulação de pessoas e carros é muito alta, permitindo com que a carne se contamine.

churrasco grego

A falta de refrigeração do vinagrete também é um fator contaminante assim como quem manipula o alimento e o dinheiro ao mesmo tempo.

Como mencionei antes, qualquer alimento está sujeito a contaminação e a causar doenças, porém o modo como o alimento é preparado e servido e onde é servido podem colocar em risco a saúde do consumidor.

Cada consumidor tem seu gosto e o direito de consumir quando, onde e o que quiser, mas preste atenção na higienização do local, se o alimento está exposto à sujidades das ruas, se o vinagrete é mantido refrigerado, se as Boas Práticas estão implantadas no local em todos os procedimentos, dessa forma você poderá saborear seu prato preferido, seja o churrasco grego ou qualquer outro com segurança e sem prejuízos à sua saúde.

Essa matéria foi escrita por Guilherme Rosa da Vice, no jornal online da Folha de São Paulo, no dia 30 de junho de 2015. 

Para ler a matéria na integra segue o link:
http://www1.folha.uol.com.br/vice/2015/06/1649692-a-paixao-por-churrasco-grego-esta-intoxicando-uma-galera-em-sp.shtml?cmpid=facefolha

 

 

Mayara Vale

Gostou da postagem? Vote Abaixo!

Carne! Churrasco Grego pode causar intoxicação – ATENÇÃO
5 (100%) 1 vote