alheiras

Se você está ligado nas últimas notícias sobre Segurança Alimentar, você ficou sabendo sobre o caso de botulismo em Portugal.

É muito importante que você que é da área de alimentos e que deseja trabalhar com Consultoria Alimentar esteja atualizado nestes assuntos, na minha página no Facebook sempre posto as últimas notícias relacionadas a nossa área. Curta minha página e fique bem informado.

Falando um pouco sobre o botulismo:

Botulismo é uma doença transmitida por alimento, de origem bacteriana, é rara e bem grave.

A bactéria causadora desta doença é o Clostridium Botulinum pela ingestão de alimentos contaminados e que foram armazenados de forma inadequada.

As toxinas liberadas por esta bactéria que causa o botulismo são consideradas uma das mais letais conhecidas pela medicina, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A bactéria causadora do botulismo produz esporos que a tornam muito resistente, permitindo que ela sobreviva em ambientes com pouco oxigênio e até resista a altas temperaturas.

Ao ingerir a toxina produzida, mesmo que em pequenas quantidade, pode causar envenenamento grave ao consumidor.

Os alimentos que geralmente apresentam contaminação pela bactéria causadora de botulismo são os enlatados, como vegetais em conservas, carnes de porco, presunto, mel, peixe defumado ou cru e outros defumados.

Os principais sintomas são visão dupla e embaçada, fotofobia (aversão à luz), ptose palpebral (queda da pálpebra), tonturas, boca seca, intestino preso e dificuldade para urinar.

À medida que a intoxicação evolui, o comprometimento progressivo do sistema nervoso se manifesta na dificuldade para engolir, falar e de locomoção.

O mais grave de todos os sintomas do botulismo é a paralisia dos músculos respiratórios, que pode causar a morte.

Falando agora sobre o caso:

“Neste último mês de setembro de 2015 foram notificados 3 casos de botulismo alimentar, confirmados laboratorialmente, não tendo sido registrado nenhum óbito”. Direção-Geral da Saúde (DGS)

Estes casos de botulismo foram associados à ingestão das Alheiras comercializadas pela “Origem Transmontana”.

A alheira é um enchido típico da culinária portuguesa cujos principais ingredientes podem ser carne de aves, pão, azeite, banha, alho e colorau, é muito parecida com a nossa linguiça defumada.

As autoridades de saúde mandaram retira do mercado os produtos à base de carne e queijo da marca e aconselham a população a não consumir estes produtos, mesmo os congelados.

Mais duas pessoas apresentaram os sintomas da doença e estão aguardando a confirmação do botulismo.

A fabrica onde estes produtos foram fabricados foi fechada antes da ocorrência dos casos, poralheiras 2 isso não foi possível tomar nenhuma medida de cautela.

Após a notificação destes casos de botulismo ligados as Alheiras, a venda deste tipo de produto, mesmo que de outras marcas caiu em todo o país de Portugal.

Nas notícias não há muitos detalhes de quais seriam as causas da contaminação destes alimentos com a bactéria, mas você que é da área alimentar sabe que com certeza houve alguma falha durante o processo de elaboração deste alimento para que a bactéria entrasse em contato com o mesmo.

Vemos notícias de contaminação alimentar quase que todos os dias, desde casos simples até casos mais graves como esse.

As consequências que cada caso pode trazer são desastrosas.

Em primeiro lugar para o bem estar e integridade física do consumidor, que tem a sua saúde afetada devido a ingestão de um alimento contaminado.

Em segundo lugar para a empresa ou estabelecimento comercial que tem seu nome e sua imagem manchados, sua reputação destruída e perde totalmente a sua credibilidade.

E ainda em terceiro lugar para os demais produtores do tipo de produto em questão, que mesmo não estando envolvido no caso, acaba tendo suas vendas afetadas devido o receio da população, que não quer correr o risco de se contaminar com este tipo de alimento.

Produzir ou elaborar alimentos seguros é obrigação de qualquer pessoa que deseja trabalhar com alimentos.

Este produto, diferente de todos os outros não tem troca.

Se apresentar defeito não será possível repará-lo, é muito importante que o profissional que trabalha com alimentação tenha consciência disso e de sua responsabilidade perante o consumidor, em protegê-lo de qualquer risco ou perigo que ele possa correr em relação a ingestão de alimentos.

Fique ligado, a luta pela Segurança Alimentar é longa e depende de nós, profissionais da área de alimentos, faça sua parte!!

Mayara Vale

Gostou da postagem? Vote Abaixo!

 

 

 

 

Botulismo em Portugal – Doença pode ser fatal
5 (100%) 1 vote