Em função da globalização cada vez mais as organizações buscam a melhoria contínua da qualidade de seus processos visando satisfação total de seus clientes.

Visando tal satisfação e aumento do mercado é necessário a implantação de um sistema de gestão pela qualidade total.

qualidade

Mas o que é Gestão pela Qualidade Total?

A Gestão pela Qualidade Total implica na adoção de uma abordagem que, contemplando o enfoque comportamental e técnico, seja abrangente a ponto de comprometer todas as pessoas da empresa.

Nesse sentido, é de se supor que as técnicas e metodologias empregadas primem pela simplicidade, de sorte a permitir sua compreensão e seu emprego também pelos colaboradores menos qualificados.

Para que seja implantado o sistema de gestão da qualidade são necessárias algumas ferramentas para analisar fatos e auxiliar na tomada de decisão.

As ferramentas existem para, se utilizadas adequadamente, ajudar a resolver problemas e/ou aumentar a eficácia dos processos.

Essas ferramentas nos ajudam a visualizar um processo, detectar problemas, descobrir suas causas e determinar soluções, fornecendo também um modo de avaliar as mudanças propostas.

qualidade

Assim, é indispensável que se associe ao ensino das ferramentas, o necessário ensino dos métodos para análise e solução de problemas – MASP ou para análise e melhoria de processos – MAMP.

A maioria dos problemas existentes numa empresa poderá ser resolvida com o auxílio destas ferramentas.

Cada ferramenta tem utilização própria, ou seja, somente com o uso da prática, do problema envolvido, do histórico de defeito e da realidade pode-se determinar qual ferramenta será usada.

1. Fluxograma

A elaboração de fluxogramas é uma ferramenta inestimável para mapear e entender o funcionamento interno e os relacionamentos entre os processos empresariais.

Fluxogramas são figuras esquemáticas, com indicações passo a passo, usadas para planejar etapas de um projeto ou descrever um processo que está sendo estudado.

Demonstram a sequência operacional do desenvolvimento de um processo, o qual caracteriza o trabalho que está sendo realizada, a etapa necessária para sua realização, à distância percorrida pelo documento, quem está realizando o trabalho e como ele flui entre os participantes deste processo.

qualidade

2. Diagrama de Causa e Efeito

Um diagrama de causa e efeito, também conhecido como diagrama de espinha – de – peixe ou diagrama de Ishikawa, pode ser usado para organizar as causas de um problema de processo ou produto em uma apresentação lógica.

Além disso, esses diagramas são úteis para identificar a causa básica de um problema.

3. Diagrama de Pareto

O diagrama de Pareto é uma técnica estatística que auxilia na tomada de decisão, permitindo à empresa selecionar prioridades quando há um grande número de problemas.

4. Histograma

É uma ferramenta usada para registrar, cronologicamente, a evolução de um fenômeno dentro de certo período de tempo, ou as frequências de vários fenômenos em um momento ou período definido.

É um gráfico de barras que mostra a variação de um grupo de dados relativos a uma mesma variável, por meio da distribuição de freqüência.

Nele, o eixo vertical se refere à freqüência da ocorrência. Por isso, a altura da coluna vertical é proporcional a essa freqüência.

O eixo horizontal, por sua vez, mostra a característica de medida dividida em classes.

5. Gráfico de Controle ou Carta de Controle

A carta de controle pode ser usada para diferenciar as causas especiais de variação das causas sistêmicas.

Como decorrência uma carta de controle pode ajudar a gerência a definir como proceder em uma determinada situação, isto é, uma ação de melhoria do sistema para eliminar uma causa sistêmica de variação.

qualidade

6. Diagrama de Dispersão

O diagrama de dispersão é o método gráfico de análise que permite verificar a existência ou não de relação entre duas variáveis de natureza quantitativa, ou seja, variáveis que podem ser medidas ou contadas, tais como: horas de treinamento, número de horas em ação, intensidade, velocidade, tamanho do lote, pressão, temperatura, etc.

7. Folha de Verificação

As folhas de verificação são tabelas ou planilhas usadas para facilitar a coleta e análise de dados.

A sua utilização tem como finalidade a economia de tempo, eliminando o trabalho de se desenhar figuras ou escrever números repetitivos. Além disso, elas evitam comprometer a análise dos dados.

qualidade

Fundamental é que todos os dados referentes a um projeto ou processo sejam listados e seu acompanhamento e/ou a realização de uma atividade descrita seja checada com relação ao seu cumprimento.

Você gostou deste artigo, então compartilha e se tiver alguma dúvida pode deixar abaixo nos comentários.

Colunista: Giselle Onuki

Referências:

MARQUES; J.C. et.al. Ferramentas da Qualidade. Disponível em: http://www.ecrconsultoria.com.br/sites/default/files/Ferramentas_da_Qualidade.pdf FALCONI; V. TQC-Controle de Qualidade Total no Estilo Japonês. Ed 9ª Belo Horizonte – MG; FALCONI; 2014. POSSARLE, R. Ferramentas da Qualidade.São Paulo; SENAI-SP Editora; 2014. PALADINI, E. P.. Gestão da qualidade: teoria e prática. São Paulo; Atlas; 2010

 

 

Gostou do artigo? Vote abaixo!

Ferramentas para Gestão da Qualidade Total. Otimize em 300% seu trabalho
4.9 (98.18%) 11 votes