Para quem deseja atuar na área de alimentos, o curso Ciência e Tecnologia de Alimentos é uma opção muito interessante e promissora.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

Este bacharel estuda as características físicas, químicas e nutricionais dos alimentos.

O cientista de alimentos é o profissional que estuda integralmente os alimentos sob todos os aspectos: a composição e a conservação da matéria prima, a transformação na indústria, a comercialização no varejo e a chegada até a mesa do consumidor.

É o especialista em alimentos, preparado para acompanhar toda a sequência de produção, com visão única do sistema agroalimentar de produção, que atua na relação homem-alimento e qualidade de vida, respeitando o ambiente e atendendo às necessidades da sociedade.

O profissional que estuda Ciência e Tecnologia de Alimentos entende do plantio ou da criação, da colheita e das técnicas de conservação pós-colheita, pós-ordenha ou pós-abate.

Define e monitora a estocagem, o beneficiamento ou processamento, o transporte e a distribuição até os pontos de venda, garantindo a qualidade e integridade do produto.

Dedica-se também, ao desenvolvimento de embalagens que elevem a vida útil do alimento ou faz análises físico-químicas em alimentos in natura ou industrializados.

ciência e tecnologia de alimentos

ÁREA DE ATUAÇÃO

 Quem se forma em Ciência e Tecnologia de Alimentos pode atuar em:

  • Setor Privado: pesquisa e desenvolvimento de produtos alimentícios e inovações tecnológicas, gestão de programas de garantia da qualidade de alimentos, processamento e conservação de produtos agropecuários, gerenciamento de equipes de laboratórios em indústrias ou em serviços de apoio ao setor de alimentação, desenvolvimento de programas de educação para o consumo e a produção de alimentos;
  • Órgãos públicos (municipais, estaduais e federais) : setor de vigilância sanitária e epidemiológica e monitoramento de processos de segurança alimentar e nutricional;
  • Instituições de ensino superior e de pesquisa: atividades de docência, pesquisa e extensão;
  • Consultorias e assessorias: em capacitação de pessoal, garantia e controle da qualidade e legislação na área de alimentos.

PERFIL PROFISSIONAL

O profissional deverá ser:

  • empreendedor, inovador na área de alimentos, estar atento e acompanhar a inovação, segmentação, praticidade; as carências do mercado consumidor; racionalizar a emissão, tratamento, reaproveitamento e destinação de resíduos e efluentes;
  • deverá ser capaz de responder os “porquês” sobre os alimentos que ingerimos: por que são nutritivos, por que ficam impróprios para o consumo, por que podem ser tóxicos e causar doenças, por que possuem cores e aromas distintos, e, em última análise, por que nos agradam ou não;
  • possuir capacidade crítica para analisar de maneira conveniente os seus próprios conhecimentos;
  • assimilar os novos conhecimentos científicos e/ou tecnológicos e refletir sobre o comportamento ético que a sociedade espera de sua atuação e de suas relações com o contexto cultural, socioeconômico e político;
  • saber trabalhar em equipe e ter uma boa compreensão das diversas etapas que compõem um processo industrial ou uma pesquisa, sendo capaz de planejar, coordenar, executar ou avaliar atividades relacionadas à Ciência e Tecnologia de Alimentos ou a áreas correlatas;
  • ter interesse no auto aperfeiçoamento contínuo, curiosidade e capacidade para estudos extracurriculares individuais ou em grupo, espírito investigativo, criatividade e iniciativa na busca de soluções para questões individuais e coletivas relacionadas com a Ciência e Tecnologia de Alimentos;
  • ter formação humanística que lhe permita exercer plenamente sua cidadania e, enquanto profissional, respeitar o direito à vida e ao bem-estar dos cidadãos;
  • compreender, interpretar e valorizar os alimentos de origem indígena, africana, bem como os originados de culturas regionais, tais como portuguesa, italiana, alemã e outras, acompanhando e oportunizando o desenvolvimento dos mesmos.

ciência e tecnologia de alimentos

O CURSO

O primeiro ano do bacharelado começa com matemática, química, biologia.

Nos anos seguintes, vêm disciplinas específicas, como química dos alimentos, nutrição, controle de qualidade e tecnologias de alimentos.

O currículo prevê ainda práticas em laboratório.

Estágio e trabalho de conclusão de curso são obrigatórios.

  • Duração: 4 a 5 anos.
  • Outros nomes: Ciências dos Alimentos; Ciência. e Inovação em Alimentos.

ONDE ENCONTRAR O CURSO

– UFMG, Universidade Federal de Minas;

– UFSC, Universidade Federal de Santa Catarina;

– USP, Universidade de São Paulo;

– UNIPAMPA, Universidade Federal do Pampa;

– IFG – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Goiás;

Colunista: Tamires Dambros

 

 

Gostou deste artigo? Deixe seu voto abaixo

Como atuar na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos
5 (100%) 6 votes