O profissional da área de alimentos pode atuar em diferentes áreas depois de sua formação.

É muito importante conhecer bem suas possibilidades para que você possa decidir com mais clareza onde focar a sua carreira.

Aqui vamos falar sobre a Consultoria de Alimentos e a Responsabilidade Técnica.

Duas áreas que tem suas semelhanças e suas diferenças e para atuar é preciso saber diferenciá-las.

RESPONSABILIDADE TÉCNICA

Como o nome já diz, ao atuar nesta área você assume a responsabilidade por processos, equipes e produtos de um determinado estabelecimento.

E responde perante clientes, fornecedores, órgãos fiscais e juridicamente por suas ações e omissões em relação as operações realizadas no estabelecimento.

Para atuar como Responsável Técnico é preciso ter formação superior na área de alimentos e seu registro ativo no conselho de sua categoria.

É preciso ainda formalizar a responsabilidade técnica junto ao conselho, que define suas funções e carga horária semanal de acordo com o local que o Responsável Técnico vai assumir.

O RT pode atuar em mais de um estabelecimento, desde que consiga cumprir com a carga horária semanal de cada local corretamente.

É importante ressaltar que o Responsável Técnico não cumprir somente funções administrativas, seu papel é proteger a população de riscos de Doenças Transmitidas por Alimentos.

Quais são as funções do RT nos serviços de Alimentação?

Como já disse, o principal papel do Responsável Técnico é proteger a população de riscos de doenças, tudo o que ele faz tem como objetivo garantir a oferta de alimentos seguros para os clientes.

Sua atenção está totalmente voltada as Boas Práticas de Manipulação dos Alimentos e ao Controle de Qualidade do local onde atua.

Por isso o Responsável Técnico deve estar a par de tudo o que acontece em cada etapa do processo para que possa evitar falhas que possam comprometer a qualidade e a segurança dos alimentos.

Desde as compras com fornecedores, o recebimento, o armazenamento, o preparo e a entrega do prato ao cliente, tudo deve ser monitorado e controlado pelo Responsável Técnico.

Os fornecedores precisam ser confiáveis e avaliados, o recebimento deve ser verificado, o armazenamento deve ser controlado, o preparo deve ser padronizado, minimizando assim riscos de contaminação do alimento preparado.

É função ainda do Responsável Técnico:

  • Capacitar a equipe (Boas Práticas, controles, coleta)
  • Elaborar e Implementar os POPs
  • Elaborar e Implementar o Manual
  • Elaborar e Implementar as Planilhas
  • Supervisionar os processos
  • Aprovar ou Rejeitar Matérias Primas e o Alimento Preparado

Quanto mais vezes o Responsável Técnico está presente no local, mais de perto ele consegue acompanhar processos e equipe e consegue identificar falhas que precisam ser corrigidas ou operações que precisam ser melhoradas e controladas.

O Responsável Técnico responde pelo local inclusive em momentos em que não está presente no estabelecimento, por isso é importante implementar controle e capacitar sempre a equipe.

Caso o Responsável Técnico precise se ausentar por um período, como férias, licença maternidade, por alguma enfermidade, é preciso informar o conselho sobre sua ausência, pois neste período ele não responde por falhas que acontecerem no local.

Ao se desligar do estabelecimento também é essencial informar o conselho para que você deixe, definitivamente, de responder pelo estabelecimento, se não fizer isso, você continuará respondendo pelo local.

responsável técnico

CONSULTORIA DE ALIMENTOS

O consultor de alimentos é um prestador de serviços que oferece ao estabelecimento soluções pontuais, para problemas que precisam ser resolvidos e melhorias que possam ser implementadas.

Diferente do Responsável Técnico, o consultor não responde pelo local, pois sua atuação tem começo, meio e fim e é focada em resolver questões específicas.

A consultoria de alimentos só pode ser exercida por profissionais com graduação na área de alimentos e é necessário ter registro no conselho ativo para atuar.

Diferente do Responsável Técnico, o consultor não precisa formalizar sua atuação junto ao conselho, o registro no conselho ativo já é o suficiente para começar a atuar.

O consultor de alimentos também pode atender diferentes clientes que precisem da sua ajuda em seus processos, produtos e equipe.

Diferente do Responsável Técnico, que tem sua atuação muito focada no controle de qualidade e na segurança dos alimentos, o consultor pode e deve oferecer outros serviços…

O consultor pode ajudar o estabelecimento na gestão, nas vendas, no atendimento ao cliente, no controle de desperdício, no delivery e claro com as Boas Práticas também!

E aí, em qual destas áreas você deseja focar sua carreira?

Mayara Vale