Cada vez mais donos de restaurantes, bares, lanchonetes, padarias e demais serviços de alimentação, têm buscado por Consultores de Alimentos para ajudá-los no aumento das vendas e no funcionamento geral de seus negócios.

Abrir um restaurante para muito brasileiros significa a realização de um sonho.

Muitos acreditam que investir no mercado de alimentação fora do lar seja uma maneira de ter lucro certo, afinal todas as pessoas precisam comer.

Certo?

Não é bem assim!

Nesta ideia muitas vezes ilusória muitos donos de serviços de alimentação se frustram por não verem seus estabelecimentos lotados e o lucro de fato crescendo.

Isso se dá por 2 principais motivos:

  1. Falta de Conhecimento nos Processos de Manipulação dos Alimentos
  2. Falta de Planejamento e Controle do negócio

O que vemos com muita frequência são pessoas que acreditam que o fato de gostarem de cozinhar seja razão suficiente para a abertura de um restaurante.

Ouvimos histórias como esta: “Eu sempre gostei de cozinhar para meus amigos” ou “Minha comida sempre foi muito elogiada” ou ainda “Minha tia cozinha muito bem, chamarei ela para ser a cozinheira do meu restaurante”

Porém, por mais que a intenção seja muito boa, talento na cozinha não é o suficiente para manter ou tornar um restaurante bem sucedido.

A gestão de um restaurante é uma das mais complexas que existem, pois estamos falando de matérias primas com prazo de validade que muitas vezes correm contra o tempo de venda desejado.

Vários erros podem estar sendo cometidos em seu restaurante que podem estar impedindo o aumento das suas vendas e consequentemente o aumento dos seus lucros.

Você citar aqui abaixo vários erros cometidos pela maioria dos restaurantes, verifique se você se inclui nesta lista:

  1. Não se ajustar a Mudança de Comportamento dos seus Clientes:

Isso mesmo, este é um dos principais erros que restaurantes e demais serviços de alimentação tem cometido.

Muitas vezes acreditamos que o consumidor deve se ajustar à maneira como o estabelecimento funciona, quando na verdade agir de modo contrário é o que funciona.

Você já sabe que hoje o poder está nas mãos do cliente, quanto mais bem informado ele é, menos influenciável ele se torna.

O cliente hoje decide onde comer e o que comer.

Uma das maiores mudanças no comportamento dos clientes é a adoção de hábitos mais saudáveis, com redução no consumo de açúcares, sódio e gorduras.

O número de vegetarianos e veganos têm crescido a cada dia, porém, encontrar locais que atendam estes novos hábitos alimentares ainda é um desafio.

Entender o comportamento de seus clientes e suas preferências já é o primeiro passo para fidelizar clientes, afinal um estabelecimento não precisa somente de novos clientes, precisa também manter aqueles que já tem.

Há quanto tempo você não estuda o comportamento de seus clientes?

       2.  Não valorizar o atendimento ao cliente: 

Para falar sobre este terrível erro é preciso se colocar no lugar do cliente neste momento.

Se tem algo extremamente desagradável é ser mal atendido, em qualquer lugar, inclusive em restaurantes.

Atendentes e garçons mal educados, com má vontade, desmotivados ou que não sabem nada sobre o cardápio, erros nos pedidos ou ainda demora para trazer o que foi solicitado tem sido um dos principais motivos de reclamação em diferentes serviços de alimentação.

Saber que está pagando por algo e ainda ser mal atendido é realmente inaceitável.

Afinal, desde a entrada do cliente no estabelecimento, a escolha da mesa, a escolha do pedido e o fechamento da conta, o cliente deve se sentir bem recebido, se sentir a vontade e ter uma experiência satisfatória dentro de seu estabelecimento.

Muitos clientes relatam que não retornam a estabelecimentos onde se sentem mal atendidos, mesmo que a comida seja muito boa.

Ter bons pratos, um chefe de cozinha renomado não é o suficiente para que seus clientes retornem.

Mas, em muitos casos, mesmo a comida não sendo a melhor de todas, mesmo que no local não tenha um chefe de cozinha famoso, se o atendimento for de excelência, o cliente tem interesse em voltar.

Um atendimento ruim é fator crucial para a perda de clientes.

Atendentes e Garçons precisam ser treinados constantemente, não somente sobre a maneira de tratar o cliente, mas também sobre a apresentação do cardápio.

O Garçom precisa conhecer cada prato, cada item do cardápio, precisa saber explicar caso o cliente tenha dúvidas e ainda precisa saber vender.

Garçons e atendentes são a porta de entrada de seu estabelecimento, a venda de cada prato está nas mãos deles.

Se o garçom souber vender durante o atendimento de cada cliente, consequentemente ele fará com que seu estabelecimento lucre mais fazendo com que o mesmo cliente gaste mais.

Há quanto tempo você não treina sua equipe?

Observe o comportamento de seus garçons e atendentes durante o atendimento ao cliente, sempre ouça a opinião de seus clientes, que podem ser feitas pessoalmente ou através de suas redes sociais e avaliações do google.

Este é o termômetro que você precisa para saber quais são os pontos que precisam ser trabalhados e garantir um atendimento excelente aos seus clientes.

      3. Não se atentar ao perfil do colaborador durante a contratação:

Esse é um dos erros mais comuns cometidos por donos e gerentes de restaurantes e demais serviços de alimentação.

Se a vaga aberta é para garçom ou atendente você deve se atentar se o candidato é comunicativo, extrovertido, simpático e proativo, estes são pré requisitos para o bom atendimento ao cliente.

Colaboradores tímidos e introvertidos terão muita dificuldade em atender com simpatia o cliente, tornando o atendimento frio e distante e é claro que o cliente vai perceber isso.

Este mesmo raciocínio deve ser aplicado a todas as demais funções, atendentes de caixa, atendentes de telefone, gerentes, cozinheiros, entregadores.

Cada candidato deve ser avaliado e somente contratado se atender ao perfil da vaga.

Cada função dentro do estabelecimento deve ser executada com foco em resultados, não para tapar buraco, isso realmente não funciona.

Quais critérios você tem usado na contratação de novos funcionários?

      4. Ter um Cardápio que não vende:

Para a elaboração de um cardápio que vende e gera lucros para seu estabelecimento é preciso se atentar a vários fatores.

A aparência de seu cardápio, manter seus cardápios sempre novos e limpos gera uma boa impressão ao cliente.

É comum encontrar em estabelecimentos cardápios velhos, rasgados, sujos, engordurados que fazem com que o cliente perca a vontade de consumir no local.

O cliente come com os olhos antes de fazer seus pedidos e seu cardápio deve gerar esta sensação em seus clientes.

Cardápios muito extensos confundem seus clientes, faça cardápios específicos e focados nos produtos que são destaque, ou seja, aqueles que você mais deseja que venda, por trazerem mais lucro em cada venda, por exemplo.

Tenha um cardápio inteligente, onde a combinação dos pratos é feita de maneira com que suas matérias primas tenham rotatividade, reduzindo muito perda de matérias primas e desperdício.

Evite pratos com matérias primas exclusivas, pois caso este prato não tenha boas vendas esta matéria prima será perdida.

A ordem de apresentação dos pratos oferecidos em seu estabelecimento deve fazer com que o cliente consuma mais, então coloque primeiro entradas, saladas e petiscos, em seguida coloque pratos principais, sobremesas e bebidas, desta maneira o cliente pode ir se deliciando com cada item tendo um consumo maior.

Inclua em seu cardápio um menu kids, além de oferecer pratos direcionados para as crianças, que terão uma quantidade menor de alimentos e ajudará na redução de desperdícios, os clientes perceberam sua preocupação com os filhos deles e isso já lhe garante um ponto positivo.

Seu cardápio está lhe dando lucro ou prejuízo?

      5. Não evitar desperdícios: 

Se tem um erro que tem causado o fechamento de milhares de restaurantes em todo o mundo é a falta de atenção aos desperdícios.

Desperdiçar alimentos é jogar dinheiro no lixo.

E eu tenho certeza que ninguém está podendo se dar este luxo de jogar matéria prima fora.

O que é importante saber aqui é que em todas as etapas do seu processo podem estar havendo desperdícios.

Desde o momento das compras, se as mesmas não são feitas de acordo com a demanda do estabelecimento haverá desperdício, pois estas matérias primas serão perdidas no estoque.

Ainda durante as compras, se forem feitas compras de matérias primas de baixa qualidade também teremos desperdício, ou pela perda ou pelo baixo rendimento ou aproveitamento.

Durante o recebimento também podemos ter prejuízo.

Nesta etapa é preciso verificar tudo o que foi pedido, a data de validade, quantidade, peso, integridade da embalagem, características dos alimentos e temperatura dos mesmos e caso haja necessidade solicitar a troca imediata dos itens inadequados.

Se esta conferência não for feita e itens inadequados forem recebidos teremos desperdício, pois estes itens serão descartados e junto com ele dinheiro é jogado fora também.

Durante o armazenamento também podemos ter perdas de alimentos e de dinheiro.

Se o alimento no estoque não for armazenado corretamente em relação a sua temperatura e data de validade podemos sim ter desperdícios.

Durante as etapas de preparação dos alimentos ocorrem muitas perdas por falhas no processo.

Padronizar suas receitas usando as fichas técnicas é a maneira mais eficiente de reduzir desperdícios durante as etapas de preparo, além de permitir que todos os seus pratos sejam sempre preparados da mesma maneira garantindo a satisfação do cliente.

Durante a montagem de pratos ou a montagem do buffet também pode haver desperdícios, ao padronizar os itens dos pratos é possível reduzir perdas e ao entender a demanda de seu estabelecimento é possível controlar o que é exposto no buffet e desta maneira reduzir perdas aqui também.

Ter o controle de todas as operações realizadas em seu estabelecimento é possível reduzir e muito o desperdício e desta maneira aumentar seus lucros.

Você tem dado a atenção devida as operações realizadas em seu estabelecimento?

       6. Não fazer controle de estoque: 

O estoque é o pulmão de seu estabelecimento, se você não souber aplicar controles efetivos seu estabelecimento não terá ar suficiente para funcionar corretamente e atender as necessidades de seus clientes.

Ter estoques abarrotados de matérias primas devido a uma compra excessiva vai lhe ocasionar perda de alimentos e prejuízo, além de ser dinheiro parado que poderia ser investido em outros itens mais necessários.

Porém o inverso também é preocupante, a falta de itens em seu estoque pode ocasionar a perda de clientes devido a falta de itens para o preparo do prato desejado, afetando negativamente sua credibilidade e sua lucratividade.

O controle lhe estoque lhe permite comprar as matérias primas necessárias de acordo com sua demanda, garantindo a preparação de todos os pratos de seu cardápio sem perdas por compras excessivas.

    7. Não Garantir a Segurança dos Alimentos: 

Este é um dos erros mais ignorados por donos de serviços de alimentação.

Ao estarem muito focados em vendas e lucros gerentes e donos de restaurantes não investem nas Boas Práticas de Manipulação de Alimentos.

A segurança de seus clientes deve estar em primeiro lugar.

Manter o ambiente higienizado, capacitar os manipuladores em relação a higiene pessoal e dos alimentos é essencial para evitar contaminação dos alimentos que pode resultar em doenças alimentares que além de colocar em risco a saúde de seus clientes, coloca em risco seu estabelecimento.

A oferta de alimentos seguros só é garantida quando as Boas Práticas são implantadas.

Um estabelecimento que dá origem a surtos alimentares perde a credibilidade perante seus clientes e pode até fechar por ter seu nome manchado.

Atender a Vigilância Sanitária além de ser obrigatório, protege o consumidor e protege seu estabelecimento de escândalos como estes.

Você tem se atentado as Boas Práticas de Manipulação dos Alimentos em seu estabelecimento?

Citei aqui somente 7 dos inúmeros erros cometidos por donos e gerentes de restaurantes e demais serviços de alimentação que podem resultar no fechamento do estabelecimento.

Muitos serviços de alimentação hoje no Brasil estão funcionando no vermelho, onde o faturamento é ruim e o que entra serve somente para pagar as despesas, sem lucro significativo.

Muitos donos de restaurantes trabalham  muito mas não tem seus salários, não fazem retirada, pois não sobra nada e o trabalho só aumenta.

Por que donos de restaurantes estão contratando Consultores de Alimentos?

Como falamos no início abrir um restaurante é um sonho de muitos brasileiros que com o tempo pode se transformar em um pesadelo, sem a ajuda de profissionais especializados, como os consultores de alimentos, as chances de falência são gigantescas.

Segundo a Associação de Bares e Restaurantes – Abrasel, somente 3 em cada 100 restaurantes conseguem se manter em funcionamento por mais de 10 anos e 35% desses fecham em apenas 2 anos de trabalho.

E é justamente por este motivo que muitos donos de bares e restaurantes tem contratado Consultores de Alimentos para ajudá-los a alavancar seus negócios.

Ter um profissional especialista nesta área é a maneira mais eficiente de manter seu negócio vivo por mais tempo com garantia de crescimento e redução de custos.

Os Consultores de Alimentos são profissionais qualificados e capazes de traçar a melhor estratégia para que seu estabelecimento possa se livrar de uma vez por todos os erros que citamos aqui.

Ao contratar um Consultor de Alimentos seu estabelecimento será todo avaliado, para que as causas destes erros possam ser identificadas.

Em seguida o Consultor de Alimentos irá traçar uma estratégia personalizada para os erros que você deseja solucionar e desta maneira aplicar um plano de ação indicado para que estes problemas sejam eliminados.

O olhar crítico e a visão apurada dos Consultores de Alimentos irá levantar ainda as principais necessidades que seu estabelecimento tem e que impedem de ser um sucesso em sua região.

O Consultor pode ainda lhe ajudar a identificar seu publico alvo e estabelecer seu diferencial de atendimento ou serviços que fidelizam seus clientes e chamam a atenção de novos clientes.

Existem diferentes serviços que os Consultores de Alimentos podem oferecer que gerarão resultados visíveis em seus processos e no seu bolso:

Nos próximos artigos vou falar sobre cada um dos serviços dos consultores de alimentos e quais os benefícios que podem trazer para seu estabelecimento.

Antes de encerrar quero compartilhar com você a entrevista que fiz com o gerente de uma hamburgueria que atendi e saiba qual a opinião e a visão dele sobre os consultores de alimentos e sobre a consultoria que fizemos em seu estabelecimento.

Espero que você tenha gostado deste artigo sobre os Consultores de Alimentos e te espero nos próximos onde falarei dos serviços dos consultores de alimentos e as vantagens que ele pode trazer para o sucesso do seu restaurante!!

Mayara Vale!

Por que donos de restaurantes estão contratando Consultores de Alimentos para alavancar seus negócios?
5 (100%) 7 votes